27
dez
09

As perguntas que sempre me fazem!


De antemão aviso que ficou comprido (ah, é? jura! nem vi que tá comprido o post!), mas vale a pena ler!

Muita gente fala que a maioria de meus produtos são Avon e Natura. E se eu uso esses produtos que são tão fáceis de achar no Brasil, por que não uso também O Boticário, por exemplo. E por que não uso essas marcas chiques que tanta gente usa, como Dior, Lâncome e etc. Pois bem, vamos por partes.

Sobre o uso de Avon e Natura
Gosto de usar estas duas marcas por serem fáceis de achar (principalmente refis depois de acabar o produto). Natura por ser brasileiro, acho muito boa, e o preço, dependendo da linha, é bem bacana. Eles cuidam da embalagem, estão melhorando cada vez mais a pigmentação e isso pesa muito na minha opinião, pois de nada adianta pagar muito por algo que nem é tão bom assim ou só pra dizer que tem algo de uma marca específica, né? Avon, por sua vez, tem produtos bacanérrimos nos Estados Unidos e a cada nova revista, vejo que eles estão melhorando e trazendo as coisas bacanudas para cá também. Os pincéis, por exemplo, são ótimos, eu super recomendo para quem ainda não tem, comprá-los! Não tenho sombras, por exemplo, da Avon para poder afirmar sobre a pigmentação e duração, mas uso blushes, batons, máscaras para cílios (apesar de preferir dizer rímel!), e simplesmente adoro todos os produtos. Não são caros, muitos produtos são mais baratos que Natura, e, na minha opinião, são melhores!

Sobre eu não ter e não usar maquiagens d’O Boticário
Para não dizer que não tenho nada da marca, eu tenho um único pincel, o de base, que adoro. Mas se tratando de maquiagens em si, não gosto e digo o porquê, mas antes deixe-me dizer que nada tenho contra os perfumes, por exemplo, pois já disse aqui que adoro! Então vamos falar das maquiagens: eu já tive, usava e não gostava. Achava a pigmentação fraca, não durava nada e olha que uma das sombras que eu mais tinha e amava era uma grafite (pois eles não tinham preta na época e não sei se tem hoje em dia!) e se eu aplicava pouco, nem aparecia, tinha que aplicar MUITO produto para aparecer e depois de 1h na balada, não tinha mais nada! O que direi então sobre as sombras claras? Simplesmente, para mim, não servia, não sei se é porque suo demais, ou pelo tom da minha pele.
Outra coisa que me deixava bem relutante em comprar, era o preço. Super faturado, até pareciam ser uma marca importada e terem que pagar um zilhão de impostos de importação e não-sei-mais-o-quê para ser caro, talvez por isso atualmente eles tenham linhas mais baratas. Até hoje reluto por entrar em uma loja, pois as atendentes daqui parecem ligar mais para a quantidade de produtos vendida do que dar preferência para conquistar um cliente que volte sempre. Pode não acontecer com todos, mas aconteceu comigo e com várias pessoas que tenho contato, e não acho isso bacana. Tanto é que entrei há alguns meses, só para comprar o pincel de base, perguntei pra moça se elas tinham o pincel de corretivo e ela nem sabia que existia pincel para corretivo, mas pelo menos foi gentil em afirmar que não sabia, enquanto a outra menina ficou me olhando estranho, até me senti um pouco mal, parecia que eu não sabia do que estava falando. A que foi gentil perguntou se eu queria olhar alguma maquiagem e eu respondi apenas que era só aquilo ali mesmo e agradeci. Uma das duas (que não lembro qual foi devido a minha memória meio capenga!) me perguntou se eu queria fazer o tal curso de maquiagem d’O Boticário e eu respondi que não, paguei e sai.
Vou tocar em mais um ponto que não gosto sobre O Boticário (não sei se em todas as lojas é assim, estou falando daqui): eles te oferecem o tal curso, quando você aceita, tu tem que comprar algum produto de maquiagem para poder fazer, né? Concordo que as meninas que trabalham lá devem se maquiar e, penso eu, que seja com produtos deles. Mas já notaram que é sempre uma maquiagem hiper forte? Parece que estão maquiadas para uma festa, para a balada ou qualquer outro motivo festivo, sempre bonitas, mas sempre muito forte. Nunca vi nem uma delas com uma maquiagem mais dia, mais iluminada, porém natural. Sem contar que é fácil fazer o curso, usar todos os produtos e chegar em casa e não ter nem 5% do que eles te mostram e te deixam usar. Pessoas comuns, do dia-a-dia, devem aprender a se maquiar de forma leve, sem parecer que passaram um “reboco” na cara e/ou estão indo pro trabalho ao invés de uma balada. Gente, 90% das minhas amigas, que olha só, se cuidam pra caramba, tem pouquíssimos produtos de maquiagem e nem sabem como usar direito. É disso que precisamos, saber usar o que temos, por mais que sejam apenas alguns produtinhos, mas é o básico. O que essas vendedoras devem ajudar é a escolher a cor certa de base e pó, ou se a pessoa comprar uma sombra ou qualquer outro produto, perguntar se eles sabem usar e dar dicas e dizer que poderiam aprender muito mais fazendo o curso! Isso sim deixaria a cliente muito mais empolgada e com vontade de saber, aprender e até comprar mais produtos. O triste é que muitas das meninas que trabalham lá nem sempre se informam mais do que dizem para elas, e que, por exemplo, se elas apenas tentassem decifrar tudo o que foi usado na pele da modelo que faz a propaganda da marca, isso mudaria e muito, pois entenderiam o que foi aplicado e onde. Ao contrário do atendimento que recebi na loja de minha cidade d’O Boticário, o tratamento que recebi na loja da Contém 1g no Shopping Mueller de Joinville – SC com o atendente Rafa foi tão bom, que, além de ele me explicar o que faziam os produtos que eu tinha lido em alguma revista, ele me maquiou na hora quando soube que eu ia fotografar um casamento e foi assim que descobri que o corretivo mineral deles é o único que esconde quase 100% as linhas das minhas olheiras. No dia seguinte, voltei lá procurando por ele, pois me atendeu super bem, mas infelizmente ele não estava. Não levei os produtos que amei pois não tinha ido para comprar nada, apenas para me informar, mas sai da loja com 3 sombras da marca.
Por isso acho que um bom atendimento é imprescindível. Não sei se todos vão pelo atendimento, mas eu, muitas vezes, nem ligo pro preço quando sou bem atendida; continuo voltando e voltando, apenas por me sentir bem naquele determinado lugar. Mas como já disse em outro post anteriormente, nem a má experiência que tive no passado, nem o atendimento fraco me fará desistir de comprar um produto que eu realmente queira e goste, só falta eu me achar dentro da linha d’O Boticário, e espero que um dia isso aconteça, pois não é à toa que eles são super conhecidos e recomendados por tantas pessoas.

Sobre eu não usar produtos de marca como Dior, Lâncome, etc.
Quem me conhece sabe que eu gosto de qualidade e não quantidade. Mas nem sempre só o super caro que é bom! Essas marcas super conhecidas como Dior, Lâncome, M.A.C, L’Oréal e tantas outras, são super caras aqui no Brasil. Não vou dizer que lá fora sejam quase dadas, não! Mas são bem mais acessíveis e você não precisa ter um cartão ilimitado para poder comprar como aqui no Brasil. A Renner, por exemplo, sei que vende Lâncome e parcelam em só Deus sabe quantas vezes, mas não é isso que eu procuro. Não quero estar pagando a parcela de um produto que já acabou, ou que eu comprei porque achei a embalagem bonita e nem era tão boa assim, ou porque ela é muito escura e não tenho como usar, que vai acabar o prazo de validade e o produto tá lá esquecido na gaveta porque não sei como usar, ou tantos outros motivos (des)conhecidos! Aprendam a usar e a maquiar com produtos mais baratos, para primeiro ver como proceder com determinadas cores, pois sendo a pessoa rica ou não, dinheiro AINDA não dá em árvore e portanto, pesquisem.
Tenho pouquissimos produtos dessas marcas “chiques”, como o rímel Phenomen’Eyes da Givenchy, 4 duos de sombras L’Oréal, jogo de pincéis da M.A.C. Nada de Lâncome. Nada de Dior. Nada de Chanel. Por mais que eu namore inúmeros produtos dessas marcas vangloriadas, eu não me sinto a vontade em gastar tanto por um único produto. Por isso, quando tiver a oportunidade, quero comprar nos Estados Unidos ou na Europa, ou até no tal Duty Free na Argentina que diz que é o paraíso na terra! Mas isso ainda vai acontecer, pois os produtos que citei acima foram presentes, preciosos, diga-se de passagem. Mas não é porque todo mundo fala que é bom, porque vejo a belíssima Julia Petit usando e outras lindas It Girls dizendo que usam, que vou meter os pés pelas mãos, não é verdade? E olha que eu sou uma consumista de primeira!

Pensem sempre antes de comprar: Eu já tenho essa cor? Vai combinar com meu estilo? Será que vou saber usar?

Anúncios

1 Response to “As perguntas que sempre me fazem!”


  1. 1 Luiza
    27/12/2009 às 17:26

    Pamis,
    Tu vai ser chique logo e só vai usar Chanel, Lâncome e Dior!
    E eu nunca usei maquiagem do Boticário, mas os perfumes, os deles são os melhores. Acho que ficarei só nos perfumes então.
    Viva a Avão! Avão rox! HAHAHA


Comments are currently closed.

Pamela Machado

Pamela Machado

Pamela Ketlin Machado Mendes de Lima. Fotógrafa e sócia da Chroma Fotografia. Moradora da cidade de São Bento do Sul, nordeste de Santa Catarina.

Categorias

Estatísticas

  • 35,007 visita(s)

%d blogueiros gostam disto: